top of page
  • neereis

Drops Mensais: 10-22


E foi dada a largada aos Drops Mensais de Outubro!

Outubro chegou ao fim, mas trouxe consigo o esperançar por dias melhores no nosso país, graças a Deus! E durante este mês, marcado por uma disputa de um 2º turno eleitoral muito pesado, alguns dramas me fizeram companhia; me ajudaram a distrair do peso dos dias. Para começar, aquele drama antigo que iniciei maratona durante o mês e estou completamente apaixonada:


Search WWW (Netflix; 11/16): comecei essa maratona por indicação da Suzi, que me conhece muito bem, pra começo de conversa, e que me deu a dica como resposta à minha saudade diária do Jang Uk de Alchemy of Souls. Infelizmente, a personagem do Jaewook apenas apareceu, de verdade, a partir do ep 07 (mas é completamente adorável e todas as vezes em que ele está na tela eu ganho uns três anos de vida!!! Ele me passa vibes do Chen!! Como que pode, sabe!!), mas felizmente, o drama é MUITO BOM desde o começo. Centrada em protagonistas mulheres de pavio curto, teimosas e que não engolem sapo, a história de rivalidade entre duas empresas do ramo dos portais de buscas online se desdobra em tantos universos (um deles um casal que tô MUITO investida porque ELE É UMA PRECIOSIDADE SEM TAMANHO!!) e com tantas personagens inteiras, por assim dizer, que me pegou de jeito; me deixou completamente rendida e curiosa para saber como vai terminar!


Seguindo a ordem estabelecida, começo por dramas recentemente finalizados e sigo com aqueles que ainda estão no ar:


Little Women (As Três Irmãs, Netflix; 12/12): aclamação que chama? O drama que começou bem terminou melhor ainda! Com um roteiro cheio de ganchos maravilhosos, personagens SENSACIONAIS (e atores mais incríveis ainda?) e uma história viciante, o drama cumpriu tudo o que prometeu e foi além! Acompanhar essa história escrita, dirigida e protagonizada por mulheres aqueceu meu coração de um jeito que eu só posso agradecer por ter vivido essa trama. Infelizmente, um dos meus casais vive apenas na minha imaginação porque DESPERDIÇARAM UMA QUÍMICA DAQUELAS PRA NADA E O HAJOON CONTINUA BV PRA MIM (ABSURDO!!!!). Agora falando de coisa boa, ela, a maior da sua geração, a imensa, a completa, a gigantesca: Kim Goeun deu (pra variar!) um banho de atuação como Oh Injoo e eu não tenho adjetivos para descrever a arte dessa mulher. Enquanto não inventam palavra melhor, vou chamá-la de perfeita porque perfeição foi o que ela entregou em todas as cenas, em todas as nuances da mais velha das três irmãs. Assistam a essa maravilha!! Sério.


The Law Cafe (Viki, 03/16) e The Golden Spoon (08/16): larguei esses dois pelo caminho porque não conseguia evoluir ou me apegar à história, no caso do primeiro; e parei de gostar da trama do segundo, principalmente porque passei a achar o plot cansativo e chato em todas aquelas idas e vindas. Eu vendo os dois dramas, respectivamente:


Bad Prosecutor (Viki; 08/12): O Ryan Murphy iria AMAR conhecer o Kyungsoo e colocá-lo numa de suas produções malucas porque o que esse homem tem de talentoso, tem de habilidade para interpretar personagens 'fora da casinha', se é que posso resumir assim. O drama é divertido, dinâmico e a cada semana amarra a narrativa de um jeito novo que encerra e inicia plots, completando o quebra-cabeças da história de uma forma muito boa e completa! Eu estou gostando muito, principalmente porque na OST a gente ainda tem essa coisa linda cantando! Pra quem procura um drama de ação com comédia e sem tanta enrolação: é uma ótima pedida! Como comecei esse parágrafo falando em "apresentações", penso que o K de Bad and Crazy seria um grande amigo do Promotor Jin Jung!

Tenho apenas duas ressalvas: pra quê aquele cabelo? Como diz a Debora, tá na hora de pararem de colocar um cabelo crespo/ondulado/bagunçado para personagens com traços rebeldes e/ou disfuncionais, hein?! Também, penso que o nome do drama deveria ser MAD PROSECUTOR, não BAD, porque ele é um profissional excelente, seus meios é que são meio ~pitorescos~.


Love is for Suckers (Viki; 08/16): tudo começou numa tarde de domingo em que o jogo do São Paulo não carregava de jeito nenhum e eu comecei a pensar sobre o que assistir no horário. Queria uma coisinha leve, mas que tivesse romance e comédia e eis que este drama estava na página principal do Viki. Assisti aos 04 primeiros episódios e posso dizer que quanto mais eu via, mais eu queria ver e torcer por esse friends to lovers. E como se não bastasse, a partir do 5º episódio o drama adentra no universo dos programas estilo The Bachelor, onde pessoas solteiras moram durante um mês para desencalhar, e eu entendi que minha dose de serotonina estava ali, diante dos meus olhos! Já teve namoro de mentirinha, encontro às cegas, casamentos desfeitos, declarações que saíram do "você pode me usar enquanto encontra a pessoa certa" para o "se você quiser um amigo, eu serei seu amigo, mas se quiser um homem, eu serei o seu homem" (TEM GENTE QUE PASSA MAL!!! E A PESSOA SOU EU!!!) e muito cuidado e cumplicidade entre os amigos aka casal protagonista. Está sendo uma delícia de acompanhar e eu espero que o final não me decepcione (porque o ep 08, esse sim, me decepcionou bastante).


Silent (04/10): assim como aconteceu com Be Melodramatic, em que vi um vídeo curtinho no twitter contendo apenas cenas tristes e decidi que precisava daquilo na vida, eu também fui convencida a acompanhar esse jdrama da mesma forma. A diferença (pra melhor) é que uma das personagens falava em língua de sinais e eu queria MUITO acompanhar um drama com personagem PCD! Estou assistindo com meu irmão (as vantagens de ter um fluente em japonês é receber correções instantâneas das legendas e ainda ter aulas de contexto social pelo comportamento das personagens) e estamos encantados! Aoba e Sakura são nossos protagonistas que namoram durante o ensino médio, mas se distanciam com o tempo porque ele termina o namoro do nada. O motivo? Ele estava perdendo a audição e não sabia como reagir a isso; não sabia como conviver consigo nem com os outros que "conheciam o seu antigo 'eu'". Eles se reencontram depois de alguns anos, ela agora namora o rapaz que era o melhor amigo dele na época da escola, a OST é muito gostosa, a música e o silêncio são personagens importantes na trama e eu não me aguento de curiosidade sobre como tudo isso vai se desenrolar! Estou feliz demais com a forma como estão tratando as questões sobre capacitismo e deficiência, aliás. Espero que eles continuem com essa qualidade porque, até o momento, estão entregando tudo!!


May I Help You (04/16): HYERI!!! E o lindinho do Jun! E o meu amado Wontak de Link que ainda não aprendi o nome! Vim pelo grande elenco? SIM. Quem precisa de sinopse, né? Olha pra essas carinhas!! Mas sendo um pouco menos visual, os dois primeiros episódios já mostraram que a trama será muito divertida, principalmente porque ele é o filho perdido do Hong Banjang (sdds), cheio das habilidades para desenvolver qualquer serviço para o qual foi contratado (cenas do Jun dançando Seventeen e da nossa melhor amiga sendo a pessoa mais azarada? TEMOS!), com pitadas de sentimentalismo, já que ela trabalha numa funerária e ajuda os mortos naquele seu último-desejo-estilo-legado-de-quem-se-foi-para-quem-fica... Apesar de o 3º ep ter sido bem forçado e com cenas muito desnecessárias, o 4º (vem mistério por aí? oh céus!) foi muito bom, o que me deixou ansiosa pelos próximos episódios e na expectativa de que o que aconteceu no 3º não mais se repita... oremos.

Sério, olha pra isso aqui rapidinho, repara nessa ignorância!! Separados por um Hurdle:


No universo dos programas de variedades/reality show, finalizei Young Actors' Retreat (Viki; 08/08) e o imenso sorriso em meu rosto veio pintado de saudade desse elenco maravilhoso (com exceções, haha). Me deu vontade de me sentar numa daquelas mesinhas dos episódios finais e comer as comidas feitas por eles, mas principalmente de viver aquela experiência maravilhosa!


Comecei a assistir ao anime Spy x Family (Crunchyroll; 02x04) e passo a semana inteira falando, na voz da criança mais adorável que existe, "Anya Kawaii"... sim, eu sei, é uma doença que adquiri pela fofura excessiva da Anya, não posso evitar. A trama é muito boa e nos apresenta uma família formada por um espião que, para cumprir uma missão, necessita de filha e esposa: levando para casa uma criança telepata e uma assassina profissional; sendo que ninguém (exceto a Anya! Quem ama seus pais porque é apaixonada por uma série de espionagem, rs) sabe quem é quem e tenta viver na "normalidade" a fim de garantir seus próprios disfarces. Mas durante a convivência sob o mesmo teto, o carinho e o cuidado vão crescendo paulatinamente e eu já estou imaginando o dia em que a missão do espião e da assassina for eliminar um ao outro e a Anya ter de revelar que lê pensamentos... o sabor da fanfic é tão bom quanto o anime em si!


Assisti a 03 filmes: 20th Century Girl (Garota do Século XX, Netflix) é gostosíssimo de assistir, principalmente antes de chegar nos minutos finais porque ali, meus amigos, ali é sinal de destruição e choro. Gosto de pensar que Na Bora e Na Heedo (25-21) foram melhores amigas nos anos 90 e que tiveram muito o que conversar depois dos anos 2000. Pra quem procura romcom de qualidade e não se importa com finais tristes, vai sem medo! Alienoid foi aquele filme que esperei ansiosa não pelo plot, porque eu não sou a pessoa da ficção científica muito menos dos ETs, mas pelo elenco (só o pôster paga umas três publis), e me surpreendi totalmente porque eu AMEI! É uma mistura de O Exterminador do Futuro, Alien, O Clã das Adagas Voadoras e De Volta para o Futuro, com uma criança maravilhosa e o desejo de não se levar a sério que me fez rir bastante, mas também me emocionar em algumas cenas. É um filme longo (mas não cansativo!) e que terá a parte II (realmente necessária!), mas que me fez entender que o hype tinha razão de existir: um filmão!! Decision to Leave, o que parece ser o indicado coreano ao Oscar, é um filmão que me deixou cheia de pensamentos porque a narrativa consegue mostrar as coisas mais tristes da forma mais linda possível. Mais do que uma história de traição e crime, é uma história sobre pessoas lidando com os próprios sentimentos da forma que dá, do jeito que podem; que nos convidam a refletir sobre o amor que fica, mas também aquele que parte. Pra quem procura um filme denso e que te coloca nas cenas como observador-participante, vai sem medo!


Musicalmente, acerca dos lançamentos do mês, eu escutei bastante o EP das Le Sserafim (Good Parts é maravilhosa demais!), Heal do The Rose (uma ótima pedida para relaxar e usar de trilha para escrita) e AMEI Birthday do Ten, bem como Bite do Kyungsoo (OST de Bad Prosecutor). Também ouvi muito o Malus do ONEUS (Stupid Love morou nos meus fones sem dó!), as maravilhosas do NewJeans e tudo gostoso demais de ouvir e o Gasoline do Key continua insubstituível; mas quero deixar essa delícia aqui: Jisung num musical é uma manifestação necessária a ser feita e eu tenho quase certeza de as views nesse vídeo são metade minha, metade da Jude.


 

Até mês que vem!


2 Comments


Guest
Oct 31, 2022

💙💚💜🖤 drops de menta delicia e refrescante! O

s gifs são o creme com cereja, amo!


Like
neereis
neereis
Nov 06, 2022
Replying to

Aaaaaaaaaaaah, mimadíssima sim e sim!! Encher de gif é relembrar as cenas e suspirar eternamente, neee <3

Like

Se inscreva para não perder as novidades!

Obrigada por se inscrever!

ÚLTIMAS POSTAGENS

BUSCA DE POSTAGEM

*Se os gifs retirados do Tumblr não aparecerem corretamente, basta atualizar a página*

CATEGORIAS

TAGS

ARQUIVO DE POSTAGENS

bottom of page