top of page
  • neereis

Poeta, artista.

"Conectados por um fio invisível (...)

Nós cinco de mãos dadas (...)

Os meninos de 25 de maio de 2008.

As belas palavras que você deixou para trás

São como um poema; se tornaram uma canção.

Nós levantamos nossas vozes

Sabendo que chegarão onde você está."


Meus cinco debutantes <3


Our Page é uma das minhas canções preferidas do SHINee, principalmente pelo trecho destacado (em tradução livre). Hoje, 25 de maio, esse grupo tão importante em minha vida completa 15 anos. Eu não estive presente desde o começo (em 2008 eu estava chorando pelo fim do RBD, caso você me pergunte, rs), mas sou do time que acredita que as coisas acontecem em nossa vida no momento certo... e, quando eu menos esperava e mais precisava, esses cinco homens talentosíssimos construíram moradia em meu coração.


Mas antes que você me pergunte, este não é um texto de aniversário (apesar de ser uma celebração!). Ou uma retrospectiva sobre o grupo (não me arriscaria a tanto!). Tudo isso pode ser encontrado facilmente no Twitter ao clicar nas tags de aniversário. Hoje, nestes 15 anos de SHINee, eu queria fazer jus ao que conversávamos, entre amigas, num grupo: é nosso dever levar a memória do Jjong por onde a gente for porque, nas palavras da Nalluh, "eu amo o Jonghyun porque o SHINee me ensinou a amá-lo". Hoje, nestes 15 anos de SHINee, eu gostaria de celebrar a genialidade e a versatilidade do vocalista principal do grupo: e não estou aqui pra falar sobre seu alcance vocal (imenso) ou sua presença de palco (absurda) ou seu timbre de voz (único, poderoso, emocionante); hoje, eu quero falar do Kim Jonghyun compositor. Da mente de milhões que conseguia cantar sobre qualquer coisa porque, as coisas ordinárias da vida, através do seu olhar, se tornavam extraordinárias.


Como ele tem uma lista imensa de composições (que sorte a nossa!), eu vou separar algumas que figuram entre as minhas preferidas, numa listinha de recomendações baseada apenas em meu gosto pessoal e de forma totalmente aleatória. Para começar, as 02 canções PERFEITAS que não contam com sua bela voz, mas que são verdadeiros tesouros:


  • Playboy, EXO (creditado em letra, música e arranjo)

Aqui nós estamos falando de LEGADO. E ele escolheu outros reizinhos do vocal para serem os intérpretes dessa delícia em forma de canção. A letra, num jogo de palavras maravilhoso, só evidencia o quão genial o Jjong é. Artista. Artistas. Ai, meu coração SHINEEXO!


  • Breathe, Lee Hi (creditado em letra e música)

Uma porrada. Um abraço. É fita de paz em mar de esperança.


Seguindo a lista, os duetos: a costura nas vozes que acalenta, que emociona, que embala os dias! Escolhi 03 dos meus feats queridinhos:


  • Lonely feat. Taeyeon (creditado em letra, música e arranjo)

Sabe aquela frase que diz: eu ouviria as piores notícias de seus lindos lábios (é um filme com a Camila Pitanga? Acho que sim)? Então, Lonely é isso pra mim. Penso que essa nos deu uma visão mais aguçada da alma do Jonghyun: é a história de duas pessoas que se sentem sozinhas e tristes, ainda que estejam juntas; naquela máxima do Hateen que já dizia que era possível, sim, estar "sozinho a dois". Os personagens dessa história cantada não queriam dividir seu peso com o outro e, assim, num jogo de esconde-esconde de sentimentos (com ponto para quem segredasse emoções por mais tempo), eles seguiam de mãos dadas com a solidão.


  • Deja-Boo feat. Zion. T (creditado em letra e música)

Um homem versátil!! Com Base, seu primeiro solo, ele pôde mostrar um pouco mais de si mesmo, trazendo seu estilo próprio de cantar e compor. Aqui, temos o brilho imenso em seu lado funky-soul, numa canção que sempre me deixa de bom humor.


  • Crazy (Guilty Pleasure) feat. Iron (creditado em letra e música)

Outra música saída do Base, outra enxurrada de estilo e técnica e, principalmente, entrega. Eu amo as batidas bem demarcadas do R&B, cheias de baixo pesado e, por que não dizer, exuberância; amo a potência dos vocais e a participação do Iron (de quem me apeguei muito no Show me the Money) nessa canção que é nada menos que incrível.


Os solos desse Poeta | Artista são um verdadeiro deleite: do choro ao riso, Jonghyun consegue acessar os sentimentos mais profundos e navegar pelas diversas emoções humanas através da sua voz, das suas composições. É praticamente impossível não responder “todas”, quando questionada sobre a música preferida entre todos os álbuns desse talentoso artista, mas separo aquelas 04 que sempre serão #1 nesse coração:


  • Let me out (creditado em letra, música e arranjo)

Alguém, por favor, me abrace, estou exausto deste mundo/ Alguém, por favor, me limpe, estou encharcado de lágrimas/ Alguém por favor, note que estou tendo dificuldades/ (...)Por favor, me ajude.

A profundidade sedutora da voz do Jjong enquanto canta dores imensas, a dramaticidade da canção, numa melodia que desperta as emoções mais intensas, mais viscerais, o ritmo oscilando altos e baixos, demonstrando o fluxo das vozes mentais que dizem demais, mesmo quando nada conseguimos falar... eu só sei sentir, literalmente.


  • She is (creditado em letra e música)

Estamos falando de elegância! É Funky-R&B com sintetizadores e melodia viciante que deixaria o Bruno Mars doido pra colocar no setlist de seu show! As repetições dos "oooh, she is" e de todos os "ooh-ooh-ooh" e "u-hu-hu" sussurrados trazem bastante leveza pra uma das canções mais divertidas de seu repertório.


  • Elevator (creditado em letra e música)

Graças ao Monthly Live Connection (2015), ganhamos essa canção. Certa vez, li que havia sido a primeira vez que ele tinha chorado ao compor, e eu nem consigo imaginar o quão difícil foi acessar todas as memórias da sua infância, do cansaço e do peso que, por vezes, é viver. Na letra, ele narra a própria história num jogo de espelhos pelas portas de um elevador: é difícil reconhecer a si mesmo. E conversar consigo mesmo, de forma tão comovente, tão bonita, foi a forma que ele encontrou de demonstrar pra gente que não estamos sozinhos: nós podemos dizer "olá" para o reflexo no espelho; nós podemos ser mais gentis conosco mesmos.


  • End of a day (creditado em letra, música e arranjo)

Você fez um bom trabalho hoje

A primeira vez que ouvi essa canção, chorei tudo o que tinha dentro de mim... cena que se repetiu ao assistir ao MV, também, pela primeira vez. A faixa-título do Story Op 1, álbum que se assemelha a um diário compartilhado, é altamente identificável: Jjong nos convida a nadar por seus sentimentos, aqueles mais profundos; aqueles mais bonitos, como olhar para o céu e tentar adivinhar quais cores o lusco-fusco vai trazer dessa vez. Os vocais sem mácula cantam o agridoce de forma simples, quase como uma oração. Pra mim, é como um abraço; um lembrete de que, no fim do dia, nós não estamos sozinhos...


E como 15 anos pedem 15 canções, eu não poderia encerrar essa postagem de forma diferente! Kim Jonghyun é o responsável por alguns hinos do SHINee e eu vou trazer 06 canções que falam ao meu coração de uma forma única e bastante especial (e aqui eu vou tentar não continuar sendo uma mulher-que-ama-músicas-tristes e mesclar com melodias mais vibrantes, rs) (neste momento eu estou SOFRENDO porque SPOILER! SYMPTOMS! OBSESSION! HONESTY! JULIETTE! Sê forte e valente, Vanessa, finja que nada aconteceu e prossiga na listagem).


  • View (creditado em letra)

Com cheirinho de sol e sal e refrão cíclico, completamente chiclete, é impossível não amar essa música, essa era. É uma letra que evoca as sensações sinestésicas, se assim posso resumir; pra mim, ela é uma mistura entre o azul e o amarelo que forma uma longa tela, olhe só, cor de esmeralda. Ai, como essa vista é linda!


  • Prism (creditado em música)

É meio clubber, numa melodia rápida e de compassos bem demarcados que me confirmam que as vozes dos cinco é que dão forma e cor à canção. A ponte é maravilhosa (vamos combinar, eles manjam demais nesse assunto) e o final suspenso no ar só aumenta a doçura dessa melodia que gruda em nossa mente mesmo depois que acaba. Jonghyun disse, sobre o processo de composição de Prism:

Essa é uma música que trabalhei pensando muito em coisas como as características dos integrantes e a harmonia de suas vozes. É uma música que expressa distintamente as cores do SHINee quando você a ouve.

  • Odd eye (creditado em letra, música e arranjo)

Exuberante. A descontração da melodia enquanto os falsetes são costurados às harmonias perfeitas desses cinco magníficos é algo que me deixa extasiada! É uma ode a todos aqueles que se sentem deslocados porque, aquilo que nos torna únicos, no fim das contas, é o que nos destaca do resto do mundo. Aqui, Jonghyun brincou, mais uma vez, com os elementos que fazendo do SHINee um grupo dono do seu próprio gênero, referência quando se fala em identidade.


  • Orgel (creditado em letra)

Eu sou completamente alucinada nessa canção... a beleza sombria das harmonias diabolicamente convidativas enquanto a melodia saída de uma caixinha de música (o que me faz pensar em quão genial esse homem é porque ‘orgel’, no japonês, faz referência a caixa de música), remetendo à inocência, pode ser ouvida repetidamente; é quase hipnotizante. Nosso letrista, explorando a ludicidade da melodia, trouxe na letra sensações similares àquelas vistas em Alice no País das Maravilhas: o estar perdida, se sentir presa, não conseguir escapar por não ter para onde fugir... todas as formas de abordar a loucura e o onírico justapostas em vocais aveludados que parecem fazer cócegas em nossos ouvidos.


  • Don't Stop (creditado em letra – junto com Minho e Key)

Isso aqui cheira a sexo! Icônica, madura, suave, sensual! Escutar esses vocais, observa essas risadinhas e palavras soltas em segundo plano, como uma conversinha ao pé do ouvido... Daí a melodia vai te aconchegando, te enredando porque, aqui, as vozes quem ditam o ritmo dessa música que, pra mim, é uma obra de arte!


  • Selene 6.23 (creditado em letra)

Habilidades vocais excepcionais. Balada com elementos de orquestra moderna e a participação mais que especial do Yiruma, pianista clássico. Apenas esses dois elementos já colocariam essa canção no patamar das maiores do mundo. Mas "a distância entre nós" toca em sentimentos muito íntimos, muito nossos, muito reais. É uma conversa, que é uma declaração de amor, que é um grito de dor, que é um choro de saudade... que também é amor. É emoção encapsulada em cada verso, cada acorde: um hino.


Dono de um talento infinito, nosso gênio lírico deixou um legado colorido, cativante, apaixonante. E eu me alegro muito ao perceber que tudo isso é reflexo do SHINee, é percebido no SHINee. Meu desejo ao celebrar estes 15 anos de grupo é de que as pessoas relembrem um dos maiores vocalistas e compositores da indústria. Sua arte, sua música; seu coração.


A Lee Jinki, Kim Jonghyun, Kim Kibum, Choi Minho e Lee Taemin: meu muito obrigada e todo o meu amor. Que venham mais 15 multiplicados por 15. A você que quer conhecer mais desses homens incríveis:


Curte uma b-side? É fã de talento? Essa é pra você!


 

SHINee is back... SHINee still shining!

2 comentarios


Invitado
25 may 2023

💎💎💎💎💎

Me gusta
neereis
neereis
25 may 2023
Contestando a

nossas joias raras <3

Me gusta

Se inscreva para não perder as novidades!

Obrigada por se inscrever!

ÚLTIMAS POSTAGENS

BUSCA DE POSTAGEM

*Se os gifs retirados do Tumblr não aparecerem corretamente, basta atualizar a página*

CATEGORIAS

TAGS

ARQUIVO DE POSTAGENS

bottom of page