top of page
  • neereis

One Day Off: aquela sensação de abrigo

Qual seria o seu primeiro destino se pudesse colocar a mochila nas costas e viajar todos os sábados?

Então, se você quiser desaparecer, vá sair consigo mesmo. Se estiver sozinho, num lugar desconhecido, e não sentir coragem suficiente, faça durar só um dia. Se puder caminhar, comer e deixar a mente perambular, você ficará bem em qualquer lugar.

One Day Off (08 episódios; Viki) narra a história de Park Hakyoung (Lee Nayoung), uma professora de literatura do ensino médio que faz pequenas viagens de um dia, apenas, e vai encontrando pelo caminho oportunidades para vivenciar novas experiências, novos ambientes, novas pessoas. Como cada episódio é uma surpresa, você acaba se surpreendendo pelas linhas da narrativa que ora nos faz rir, ora nos emociona; sempre nos faz pensar: sobre nossa própria vida, nossa rotina, nossos sonhos... sobre nós.


O que torna o drama cativante e completamente significativo é a imersão à qual somos convidados: nos tornamos um entre os tantos personagens que a protagonista vai encontrando pelo caminho porque vamos, ainda que sem perceber, incorporando significados a cada uma das viagens, descobrindo os lugares nos detalhes distintos de cada episódio — seja visitando um templo, seja descobrindo padarias de Jeju.


E durante a caminhada, o que mais encontramos é paz. Os 25 minutos que se seguem, a cada viagem da Hakyung, e por isso a cada novo episódio, evocam a criatividade da narrativa e quase se assemelha a um documentário: é tudo muito real, bastante relacionável. E a professora ser uma mulher por vezes insegura, mas bastante calma quanto a se permitir se ouvir, ressoa no telespectador esse desejo de dar um pouquinho mais de atenção ao que somos de dentro para fora.


E eu gosto muito de perceber que a Hakyung não é uma pessoa infeliz ou desmotivada com a própria vida. Ela só tem o desejo de viver algo diferente a cada semana, quer aprender mais sobre si mesma... e penso que daí venha a sensação de calmaria e quietude que esse drama com filtro dos anos 90 traz porque também apela para a nostalgia: antes das redes sociais, o que a gente fazia para documentar memórias?


Não imaginava que apenas 08 episódios pudessem me dizer tanto. Em cada um deles, traços de empatia, autodescoberta e autodesenvolvimento. Em cada um deles, situações distintas, mas ainda assim corriqueiras, e aquela chance de "pular para o próximo" caso não tenha gostado do episódio atual porque os capítulos são histórias singulares de começo, meio e fim.


Tirar fotos é uma forma de estocar memórias.

Se você está procurando algo curtinho, mas ainda assim não tem tempo para ver os 08 episódios, trago um pequeno resumo de sensações sobre cada um deles:


01: Visita a um templo budista. Tentando encontrar a si mesmos, acabamos nos perdendo em busca do novo sempre que o novo não mais é novidade.

02: Visita a uma exposição de arte. O paralelo entre duas alunas.

03: Sobre o amor, os encontros, os desencontros e as pequenas coisas.

04: Aborda um choque geracional e as costuras entre passado e presente.

05: Um encontro ídolo e fã e a metalinguagem na vida, na história. Fiquei horas pensando sobre "o último ato de gentileza que a humanidade tem a oferecer".

06 e 07: Sobre amizades, chuva (e todas as analogias sobre solidão e personalidade) e pão (a memória afetiva que temos com a comida).

08: Sobre como mudamos nosso conceito de estar bem à medida em que vamos envelhecendo: quando adolescentes, nada vai bem, quando mais velhos, se temos o básico, estamos bem. Quote que me acompanhou pelo resto da semana: "por que não há cemitério público em Seoul? / Talvez porque o terreno seja caro... Podemos dizer que não há lugar para a morte em Seoul".

 

One Day Off é lento, mas foge do monótono. É visualmente bonito e artisticamente bem pensado para nos oferecer um abraço sempre que a rotina nos esmagar. É um drama que acolhe e conforta quem se permitir maravilhar-se com as pequenas coisas, com o cotidiano, com a simplicidade porque "se deixar sua mente perambular, você estará bem em qualquer lugar."


Já pensou o que fazer no seu próximo dia de folga?



1 Comment


Guest
Jul 18, 2023

❤️

Like

Se inscreva para não perder as novidades!

Obrigada por se inscrever!

ÚLTIMAS POSTAGENS

BUSCA DE POSTAGEM

*Se os gifs retirados do Tumblr não aparecerem corretamente, basta atualizar a página*

CATEGORIAS

TAGS

ARQUIVO DE POSTAGENS

bottom of page