• Kah

Melancholia e seus problemas

No Vem Aí #11 de novembro, a Mymi escreveu a seguinte linha na descrição de Melancholia, drama que eu estava esperando há um tempinho pois Lee Do Hyun ia fazer o protagonista:


Boa sorte com esse aí, Katherine.

Eu realmente deveria ter ouvido não somente esse aviso, mas o do meu eu interior que dizia que esse drama, pela sinopse, tinha tudo para ser algo que não iria me agradar. E eu não estava errada.

Entendo completamente quem gostou e achou lindo. Ele realmente é um drama MUITO bonito esteticamente e ter Do Hyun andando de moto foi um plus que eu não tava esperando, mas nada vai me fazer superar a protagonista.


Esse vai ser um post curto e cheio de erros, apenas para deixar registrada a minha frustração com esse drama, mas especificamente com a protagonista e como trataram a situação que a mesma se colocou (sim, ela se colocou nessa situação sozinha por ser a adulta responsável ali).


Como alguém que tem aproximadamente a mesma idade dela, com um sobrinho apenas 3 anos mais novo que o protagonista, no início da história, foi muito absurdo assistir o jeito como ela levou a profissão dela e o ensino dele adiante. Nenhum limite foi imposto, nenhuma autoridade, nada que deixasse clara a diferença entre os dois e que não, ela não era alguém para ele se apaixonar e sim alguém que estava ali para ajudar ele. Essa falta de limite me deixou com a ideia de que ela queria isso, queria que ele gostasse dela e queria ele atrás dela. E eu acho isso muito errado.

Acho que a pior parte, para mim, foi (spoiler) a mesma achar GENIAL viajar sozinha com um menor de idade, claramente apaixonado por ela, para a cidade mais romântica do país para ver uma exposição de arte. E o melhor, sem avisar os pais dele! Ali eu comecei a ver o drama apenas pra ver a carinha linda do Do Hyun e respirando fundo em todas as interações dos dois.


Eu achava que a passagem de tempo, para eles resolverem o "mal entendido" e provarem a "inocência" da professora do ano seria maior do que apenas 4 anos, o que deixou o protagonista ainda muito jovem, sem experiência alguma de vida, já que viveu esses anos todos focado em uma tese de matemática (a outra protagonista da história e outro anuncio de como esse drama é boring).


Esse drama tinha tudo para ter sido ótimo, se não tivessem feito o guri de 18 anos (menor de idade na Coreia do Sul e ainda estudante do equivalente ao ensino médio) se apaixonar e se declarar pela professora, do jeito que foi feito na primeira fase. A ingenuidade do protagonista, pra mim, foi algo que trabalharam mal ao fazer esse amor acontecer logo no começo. Deixou a impressão de que ele, por ser um jovem completamente sem experiência de vida e trancado no seu mundinho particular, se apaixonaria por qualquer uma que fizesse o que ela fez: escutar e apoiar ele no amor pela matemática.


Outro erro de Melancholia foi colocar a protagonista como "guardiã", ou seja, MÃE ADOTIVA SEM ADOTAR, de uma guria uns 5 anos mais nova que o protagonista. E pior, fazendo cenas de FAMÍLIA FELIZ com eles três. Pavor.


Para acabar, queria também reclamar da cena mais brega e GRINGE como diziam os jovens ano passado: a cena final. Meu deus, como eu senti vergonha alheia vendo aquilo. Um drama que passou 16 epis com uma estética linda e frases de efeito bem escrita, terminar com um meme de criança foi demais para mim.


Então é isso aí, pessoal. Fiz o sacrifício pela gente. Recomendo? Não mesmo. Mas se você gosta de matemática, diferença de idade, prof namorando aluno e dramas devagar, pode ver.


Lee Do Hyun me paga! Prometeu ser Master of Romcoms e me deu ISSO!

Se inscreva para não perder as novidades!

Obrigada por se inscrever!

ÚLTIMAS POSTAGENS

BUSCA DE POSTAGEM

*Se os gifs retirados do Tumblr não aparecerem corretamente, basta atualizar a página*

CATEGORIAS

TAGS

ARQUIVO DE POSTAGENS