top of page
  • Kah + neereis

Esse é Irmão Desse #7: Princesas Disney


"Love is an open door..."


Nós crescemos acompanhadas pelas princesas Disney e, inevitavelmente, elas foram tornando-se, também, referência para as produções audiovisuais ao longo dos anos. E, ao assistir aos dramas, foi impossível não relacionar histórias, não perceber pedacinhos de personalidade nas personagens. A 7ª edição do Esse é Irmão Desse traz um compilado de momentos-princesa-Disney, seja na trama, seja no jeitinho característico de ser, em alguns dramas/protagonistas.

  • Ariel: Jinxed at First (Viki); The Legend of the Blue Sea (A Lenda do Mar Azul; Viki)

Seulbi e Ariel são muito parecidas fisicamente: lindas, ruivas de cabelos longos, olhos curiosos sobre o que existe do outro lado. Criadas debaixo de uma superproteção absurda, seja pela mãe da protagonista de Jinxed at First, seja pelo Rei Tritão de Ariel, ambas as garotas, completamente entediadas dentro de seus mundos, tinham apenas um desejo: explorar o "mundo exterior". Também, existe a relação das duas com o fundo do mar: a naturalmente visível, uma vez que Ariel é sereia, e aquela costurada à trama, porque Seulbi ama animais marinhos, é louca para conhecer o mar e se apaixona perdidamente por um... peixeiro (ah, a licença poética, rs).

E por falar em se apaixonar, as duas caem de amores à primeira vista! O jeitinho deles dois, no cuidado e todo o carinho para com elas, o olhar bobo ao contemplar a amada e a certeza do "felizes para sempre" que apenas os contos de fadas podem proporcionar é mais uma confirmação de que as duas histórias costuram suas tramas, ainda que numa releitura contemporânea e algumas adaptações.

The Legend of the Blue Sea, a adaptação quase que literal, a começar pelo título do drama. Nossas protagonistas são sereias e morrem de curiosidade sobre os seres humanos, seus costumes, sua forma de andar com as pernas, naquele estilo Globo Repórter de saber "como vivem, se alimentam e se reproduzem", rs. A forma como o drama foi bastante fiel na reprodução de algumas cenas demonstra o ponto principal de relação entre as duas histórias: os detalhes estavam lá. Desde as folhas no cabelo à forma de subir nas pedras para contemplar o "outro universo"... se você cresceu assistindo aos filmes da Disney, será impossível não comparar as duas cenas, não recriar os ambientes!

E ainda falando dos detalhes, a história de amor entre Seohwa e Joonjae e Ariel e Eric também tem muitos detalhes similares em meio às diferenças (Eric ser um príncipe e Joonjae ser um falsificador é apenas uma vírgula no meio de toda a história!), A cena do resgate de afogamento dos nossos mocinhos é idêntica, como também o plot da memória e todas as urgências em encontrar a amada. O quase primeiro beijo, o cuidado durante todo o tempo juntos, os "acordos com a água" (se é que posso chamar assim para não dar spoiler sobre o drama), os conflitos internos das protagonistas... The Legend of the Blue Sea nos presenteia com uma história de amor gostosíssima e repleta de momentos dignos dos contos de fadas.

  • Cinderela: Hometown Cha-Cha-Cha (Netflix); The Legend of the Blue Sea (A Lenda do Mar Azul; Viki); My Love from the Star (Meu Amor das Estrelas; Viki)

Ah, o famoso sapatinho de cristal! A história da Cinderela eternizou em nossas memórias o icônico sapato brilhante e repleto de significados. Pode ser "dado pelo príncipe", como aconteceu em The Legend of the Blue Sea, roubados como em My Love from the Star, ou perdido pela protagonista para que o "príncipe pudesse devolvê-lo à sua princesa", como em Hometown Cha-Cha-Cha (expresso na cena abaixo):

Os olhares! O jeitinho em que tudo se ilumina quando ela calça, novamente, seu sapatinho brilhoso e todo o seu rosto se ilumina pelo brilho do amor ainda segredado, ainda germinando... *suspira*

A história de Dusik e Hyejin tem um quê de conto de fadas: tal qual Cinderela, Hyejin cresceu sem mãe e teve de assumir diversas responsabilidades desde muito novinha, vivenciando independências de "gente grande" ainda criança. E o primeiro encontro com seu príncipe encantado, em ambas as histórias, se deu a partir de um sapatinho perdido: desde então, era natural estarem juntos porque tal qual os contos de fadas nos ensinam, eles estavam destinados a ser um. E, seja admirando a calmaria das águas, seja firmando votos de uma vida a dois, o "felizes para sempre" tornou-se uma deliciosa realidade.

  • Merida: River Where the Moon Rises (Viki)

Em River nossa princesa Pyeong Gang, nesse caso literalmente também, assim como Mérida, foi criada como guerreira e tem como maior objetivo proteger o seu reinado. Ao longo da história sofremos com todo a luta e traições que a protagonista tem que passar para conseguir manter todos que ama a salvo.

  • Bella: Because This is my First Life (Porque Esta é a Minha Primeira Vida; Netflix)

Co-living forçado com um rabugento é o que conecta as nossas princesas. Enquanto Bella aceitou morar com a Fera para proteger o pai, Ji Ho não tinha outra opção se quisesse ter onde morar. Ao longo do tempo nossos rabugentos começam a ceder aos encantos das nossas princesas e é um suspiro atrás do outro, até eles perceberem que ter elas "atrapalhando" a paz de suas residências, era exatamente o que eles precisavam para viver.


  • Mulan: The King's Affection (O Rei de Porcelana; Netflix); Splash Splash Love (Viki); Alchemy of Souls (Alquimia das Almas; Netflix)

Quando falamos o nome da Mulan, uma das primeiras coisas que passam pela cabeça das pessoas é o fato de ela se vestir como homem durante boa parte da história. E os dramas coreanos também investiram nessa narrativa: em Splash Splash Love, um drama curtinho com bastante comédia, romance e fantasia numa trama que mistura o presente com elementos históricos, uma estudante viaja para a era Joseon, mas é confundida como homem e, para se manter próxima do Rei, continua sustentando a mentira até que um desenvolve sentimentos pelo outro. Em The King's Affection também temos uma mulher interpretando um homem, já que, no drama, a realeza é formada por dois irmãos gêmeos, mas o príncipe herdeiro é assassinado e a irmã gêmea assume o trono, escondendo a própria identidade.

Tanto em King's Affection quanto em Mulan, temos a descoberta do amor proibido, os gay panic dos protagonistas se apaixonando sem saber que o outro é mais complexo do que aparente. Temos cenas maravilhosas de trapalhadas e embaraço por tropeços indevidos.

Alchemy of Souls nos apresenta a Naksu, uma guerreira incrível e excelente espadachim cujo nome faz estremecer até o mais valente dos viventes. Quando Mulan afirmou que iria "trazer honra" para sua família, foi impossível não relacionar com o objetivo da Naksu, quem estava disposta a vingar o pai: as duas empunhavam uma espada não apenas por elas mesmas, mas também por suas famílias; por seus pais.

Mas o que também me faz pensar bastante nas costuras das duas histórias é toda a doçura e gentileza que a Mulan guarda dentro de si. Por trás de um outro nome, mas mantendo a sua essência, tanto Naksu/Buyeong/Choyeong quanto Mulan/Hua Jun iluminam os ambientes com sua presença e seu jeitinho desajeitado; nos emocionam com as dores silenciadas e os dilemas que gritam por dentro e descem silenciosos em forma de lágrima. "A flor que nasce na adversidade é a mais rara e bela de todas," uma das frases mais memoráveis da animação pode, também, falar muito sobre o drama.

  • Branca de Neve: Crash Landing on You (Pousando no Amor; Netflix)

Yoon Seri e Branca de Neve são a mesma pessoa. E não digo isso baseada apenas na aparência física daquela retratada na animação que acompanhou gerações de meninas ao longo dos anos, já que as semelhanças são, sim, muitas; mas as duas enfrentaram situações muito similares em suas trajetórias sem perder aquele jeitinho apaixonante que conquista a todos à primeira vista.

A relação familiar das duas é algo completamente conturbado e marcado por uma guerra de egos maior do que qualquer traço de afeto. Desconhecendo amor materno ou o real significado de família, ambas são expostas ao inesperado e se veem sozinhas enquanto vagam pelos caminhos tortuosos da solidão e do abandono, até serem acolhidas em terra estranha e por pessoas desconhecidas e de costumes totalmente diferentes, mas que ressignificam o laço afetivo e as fazem vivenciar a verdadeira felicidade. Quanto à maçã, bem... o que para a Branca de Neve foi o motivo da queda, por conta do veneno, para a Seri foi o lembrete de que ela era muito amada por alguém que estava "longe dos olhos, mas dentro do coração."

Seri e Branca de Neve, na adversidade longe do palácio onde moravam, descobriram não apenas como sobreviver, mas, realmente, como viver. Os sete anões e a tropa norte-coreana são a personificação da família que elas mereciam ter, que elas puderam conhecer. E quanto ao príncipe encantado *suspiro*... podemos dizer que o da princesa Disney usava uma capa vermelha, mas que o super-herói de verdade era o da princesa sul-coreana porque o Capitão Ri não é apenas um príncipe, mas um verdadeiro acontecimento! Em mais um paralelo, o primeiro beijo: um verdadeiro e literal "salva-vidas".

2 Comments


Guest
Apr 30, 2023

AMEI

Like

Guest
Apr 30, 2023

ÊEEEEEEEEEEÊ!!!!

Volta triunfal das Dreamers!!!! Uhuuuuuu!!!

Parei tudo que tava fazendo pra devorar a postagem!

E acreditem a pele crispa, os olhos transbordam.

Cada referência, me dá aquela vontade de assistir tudinho de novo, gente!!!!!

Do começo com o lindinho cantando, entre cenas e texto: parabéns, e a demora de escrever aqui já apagou "a falta que ela me faz" ( FERNANDO SABINO)

Like

Se inscreva para não perder as novidades!

Obrigada por se inscrever!

ÚLTIMAS POSTAGENS

BUSCA DE POSTAGEM

*Se os gifs retirados do Tumblr não aparecerem corretamente, basta atualizar a página*

CATEGORIAS

TAGS

ARQUIVO DE POSTAGENS

bottom of page