• Kah

A Síndrome do Potencial Perdido

Com o fim de Tomorrow (Netflix) me vi pensando em como alguns dramas começam nos dando TUDO e terminam sendo só mais um na nossa lista. Alguns dramas dessa minha lista, podem fazer parte dos dramas favoritos de muita gente, mas eu aposto que até mesmo essas pessoas, se pararem para analisar, vão concordar sobre o potencial perdido nos seus episódios finais.

Em Tomorrow, logo no começo temos um pequeno vislumbre de que dois personagens importantes na história são conectados desde as suas vidas passadas. E isso criou muita expectativa em mim, e em várias pessoas pelo o que eu pude acompanhar no twitter. Além de ter esse conhecimento sobre o casal, nós também somos agraciados com uma química que GRITA na tela e que é impossível de não ser notada. Porém, com o decorrer do drama, a gente tem apenas isso: a química e o mesmo flashback sendo passado. Enquanto a gente espera pelo desenvolvimento desses personagens, somos bombardeados com novos personagens em praticamente todos os episódios, com casos semanais tendo muito mais importância que as tramas principais.


Talvez a intenção tenha sido sempre essa: dar importância para personagens aleatórios com histórias bonitas, em vez de aprofundar seus protagonistas. Para o desenvolvimento deles, restaram apenas os dois últimos episódios e nem eles foram inteiramente para tal, levando em consideração a adição de mais uma história semanal para dar início as descobertas e revelações.


Para mim, Tomorrow foi um drama que poderia ter sido muito melhor se tivesse aproveitado os seus protagonistas (e não digo isso só pelo casal) e suas histórias, em vez de ter se desdobrado em milhares de pequenas histórias.

Outro drama recente que me deu o mesmo sentimento foi Forecasting Love And Weather (Clima do Amor, Netflix). Os primeiros momentos são incríveis e bem escritos, mas com o passar do tempo, os episódios foram ficando cansativos e desanimadores de serem vistos. Ao dar história para seus secundários, Forecasting fez com que seus episódios entrassem em um loop de má comunicação e mudanças repentinas de personalidade apenas para fazer a evolução ser mostrada. Consequentemente, o desenvolvimento dos protagonistas estagnou e perdeu o brilho.


Um dia desses vi um meme no instagram sobre Forecasting que foi exatamente o que eu senti enquanto assistia:


Não sei o que tem acontecido na sala dos roteiristas dos dramas, mas mais do que nunca, tenho notado que mesmo sendo poucos episódios (até 16), a maioria se perde na reta final na hora de fechar seus plots e concluir suas histórias.


Em The Devil Judge (Viki), The King: Eternal Monarch (Netflix) e Doom At Your Service (Viki), nos episódios depois da metade, a impressão que eu tive foi de que 16 era um número muito maior do que a história tinha de necessidade. A criação de novos conflitos para dar aquela "enchida na linguiça" prejudicou o que estava bom. Lembrando aqui da correria sem noção do último episódio de The King e chorando pelos meus secundários esquecidos no churrasco. The Devil Judge também deixou muitas perguntas no ar, mas já superei.



Nos anos anteriores uso como exemplo o AMADO por muitos: Itaewon Class (Netflix). Como eu assisti depois de lançado, fiz maratona e os primeiros episódios eu não conseguia parar de ver e pensar nele, mas com o tempo, principalmente depois da passagem de tempo, parecia que eu estava vendo outra coisa. Lembro de comentar que vi os últimos 3 episódios sentindo que estava vendo uma reta final de Malhação: sequestro nada a ver, um exagero de cenas de ação e um casal milagrosamente ficando junto. Até a execução técnica do drama parece ter sido feita por pessoas diferentes na primeira metade, não parecia que eu estava vendo a mesma coisa.



Sobre Record Of Youth (Passarela dos Sonhos, Netflix) e Lovers of The Red Sky (Viki) eu não consigo nem falar sobre direito. Consigo elaborar apenas que: se esses dramas tivesses um roteiro igual as suas OST, eles seriam PERFEITOS. Mas senti com ele o mesmo que aquele meme de Forecasting. Mas sobre o segundo talvez eu ainda consiga falar: Ahn Hyoseop, te amo, mas por favor, nunca mais faça um cego!!!!!


Para finalizar, queria falar sobre um drama que eu esperei por MESES e acabei abandonando no começo ainda com muita dor no coração: Oh My Ladylord! O que fizeram com essa história é absurdo e revoltante! Prometeram romcom de coabitação e deram câncer, Alzheimer e (SPOILER) protagonista morrendo pra virar anjo!!!!!!!!!!!!!


Eu já tinha agendado essa postagem quando entrei no Viki e dei de cara com A Superior Day e a decepção com esse também não dá para ser descrita. Tanto potencial com tantos atores ótimos desperdiçados com situações e resoluções absurdamente burras que me fizeram perder o interesse e a empolgação pela história.



 

Talvez eu tenha mais alguns dramas pra colocar na lista de POTENCIAL PERDIDO, mas acho que já reclamei o suficiente da queda de qualidade na reta final. E por favor, comenta aí qual é a sua maior revolta na dramaland em reta final?


eu depois de assistir um episódio final ruim

Se inscreva para não perder as novidades!

Obrigada por se inscrever!

ÚLTIMAS POSTAGENS

BUSCA DE POSTAGEM

*Se os gifs retirados do Tumblr não aparecerem corretamente, basta atualizar a página*

CATEGORIAS

TAGS

ARQUIVO DE POSTAGENS